a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

domingo, 4 de novembro de 2007

Coisas Que Só A Mim Apoquentam XLVIII

Se uma pessoa é sacerdote, preside à eucaristia; se uma pessoa é leiga, faz parte da assembleia, ministra a comunhão, lê. Não bichana a missa toda de cor. Não faz voice-over ao celebrante. Isto não é um concurso, não é uma récita, não é uma sessão de mantras. Que nervos.

7 comentários:

Paulo Vinhal disse...

Não te apoquentes com isso. A missa já deixou de ser apenas um local de engate para domingueiros. Agora também é, mesmo, um concurso de idiotas.

Ana Cláudia Vicente disse...

Eh, lá.
Uma coisa é o adro, outra a assembleia reunida. Cá fora, cada um faz muito bem em socializar como quer,porque não? Lá dentro, não me parece que ocorra nenhum concurso de idiotas. Há simplesmente malta que perde o essencial de vista. E malta que se incomoda com as excentricidades dos outros. Só isso.

Paulo Vinhal disse...

Ok, respeito isso.
Apesar de tudo, fui criado na religião católica, embora não seja praticante. Pelas vezes que vou à missa podia muito bem guardar algumas opiniões para mim, que também sei que na maior parte são exageradas e incorrectas. E não só.

Emanuel disse...

Eu sei que é um comentário ao lado, sorry, mas há uma coisa que me apoquenta regularmente: porquê "XXXX"? A mim ensinaram-me que era "XL".

Capa Rota disse...

E que não quer mas tem de estar, que conte vitrais, janelas, mosaicos ou ripinhas de madeira. Está sodadito e o tempo entre as musiquinhas passa num instantinho!
Já tenho saudades (não da missa, CREDO!.Tuas.

Ana Cláudia Vicente disse...

Emanuel, apoquenta e apoquenta muito bem. Estou aqui a tentar abstrair-me da quantidade (que não pode ser muita porque este blogue é um blogue de cuof, cof, culto, não de massas) de leitores que terão verberado "ai, que grunha, nem sabe numeração romana, !". Não tinha reparado que - pela nona vez - repeti este erro; agradeço mesmo a correção, e vou proceder a um momento de revisionismo, corrigindo o que está para trás.

Capa,
vemo-nos no sababdabadu, certo? Depois combinamos mais cousas :)

Emanuel disse...

Olha, e eu a pensar que me escapava um qualquer "modo antigo" de numerar romanicamente (um dos antigos relógios de parede do meu pai tem um IIII em vez de um IV no mostrador, daí a minha curiosidade)...
Deixasses estar como estava, e as pessoas ficariam a matutar: "tão culta que até me envergonha" :)