a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Pôr-do-dia feio no subúrbio

Pancadaria conjugal em pleno apeadeiro. Lixo arrastado pelo vento. Meia hora sem metro. Caca de cão. Mais caca de cão. Rapaziada charrada aos urros de Halloween.

4 comentários:

carneiro disse...

O imbúrbio é igual. Ainda mais com o metano das sargetas. O Montejunto estava lindo. Via-se a Berlenga.

Ana Cláudia Vicente disse...

Carneiro, valha-nos o Montejunto, então; em geral consigo encontrar encontrar beleza em ambientes que desafiam o optimismo, mas nem sempre.

escorpiaotinhoso disse...

As belezas de Massamá andam cada vez mais escondidas. Agora deitam as nossas árvores abaixo... para construir um jardim que nasce de pedra miuda. Querem-nos requalificar. Que palavra tenebrosa...

Ana Cláudia Vicente disse...

Olha o sr. ET, cumprimentos :) Pelo que vejo, Massamá anda francamente melhor numas coisas (como a segurança, o ajardinamento, o parqueamento) francamente pior noutras (a tara grafiteira, o cocó canino, a iluminação).