a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Do Gosto

Outro fenómeno esquisito do crescimento é a mudança do gosto. Em miúdos detestamos os sabores intensos, as favas, os cominhos, os coentros, a beterraba. E depois, com o tempo, passamos a gostar de alguns. Que raio.

5 comentários:

Anónimo disse...

E de diospiros verdes?

Se calhar, a ACV ainda vai gostar.

Anónimo disse...

Passamos de piscos a boquinhas santas! Mudança de gostos e quilos na balança!
Já estás de férias?

Beijos gulosos da Capa-com-mais-quatro-quilos-no-lombo!

Ana Cláudia Vicente disse...

Caro anónimo,
penso que não, fruta antes do tempo é esquisita para toda a gente, ou não?

Capinha,
ainda não. Quem não acaba os deveres não pode ir brincar :(

Francis C. Afonso disse...

É o despertar do "Ratatui" que há em nós. bjos

Ana Cláudia Vicente disse...

Beijos, monsieur Costa