a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Coisas Que Só a Mim Apoquentam XLV

Uma das técnicas que hoje mais parece divagar entre cumes e pegões artísticos é a da tatuagem. Porque parte da interpretação e escolha de um símbolo e poderá permanecer unida ao seu portador toda a vida, porque é predominantemente figurativa e implica grande mestria artesanal por parte do seu executor, uma tatuagem pode ser bela. Exactamente pelas mesmas razões, pode ser uma foleirada total. No domínio da foleirada total, dou o primeiro lugar a quem ostenta tatuagens de si mesmo. Sim, da sua própria figura. Há afirmação estética mais enjoativa?

4 comentários:

Francis C. Afonso disse...

Todas me parecem enjoativas. Nem umas mais, nem outras menos. Uma parolice tola, sem excepção.

Anónimo disse...

Permita-me discordar!!! A da minha maninha é muito bonita!!

Cris

Ana Cláudia Vicente disse...

Berra-boy,
ai, essa costela conservadora a latejar :)

Cris,
gostos discutem-se, está visto :)

Anónimo disse...

Eu estou com o francis. Na grande maioria dos casos, uma foleirada total. Numa pequena minoria, uma «decoração» de bom gosto e discreta (mas a coisa ter carácter permanente, e depois ter de fazer-se uma cirurgia cara e delicada se um dia a pessoa mudar de ideias, faz-me decididamente opinar que quem tiver um pouco de juízo não se deva meter naquilo).