a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quinta-feira, 24 de maio de 2007

Floribella Espanta

A rapariga é tão empenhada no papel, está tão certa do que faz. Mesmo que atabalhoadamente, entrega-se, luta por aquele franchisado manhoso. No dia em que lhe pousar nas mãos uma personagem, poderá ser uma grande actriz.

2 comentários:

Rafael Reinehr disse...

Pois... Muitas amizades, muitas descobertas importantes, muitas mudanças de paradigma, novos rumos a serem tomados começam depois de uma simples coincidência.

Eu mesmo estou morando em Araranguá há apenas 3 meses (estou amando!).

Também já passei cá algumas vezes, e gostei tanto que acabei lhe registrando lá no meu site para não lhe perder de vista. Nem sempre comento, mas vez ou outra apareço por aqui.

Ana Cláudia Vicente disse...

Obrigada, Rafael. Até mais ler, então.