a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Caracóis, Sandálias e Traições

Voreno, tornado gárgula do Aventino, parece temer nada. Cleópatra, a divindade mínima, desce à companhia dos meros mortais em busca de mais poder. Marco António era o Tito Pulo de Júlio César, por isso Roma está como está. Intimidante, impulsivo, não vê longe, substima quem Servília teme desde já: Octaviano. O qual aprende, na pele, que sem força a astúcia não garante vitórias.

2 comentários:

um dos meus mais próximos disse...

"não percebo nada do que para ali escreves"

Ana Cláudia Vicente disse...

Padeço de Síndrome de Tupperware, e de vez em quando esqueço-me de tomar as gotas :(