a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

Coisas Que Só a Mim Apoquentam XXXVIII

Por que razão presentificam os portuenses certos pretéritos perfeitos? Ficámos passa a ficamos, e assim. Roubarem o acento ao verbo, trazerem o passado para agora, e logo na primeira do plural.

9 comentários:

Anónimo disse...

´brigado, linda...


FTA

Ana Cláudia Vicente disse...

Obrigada eu, Francesco, ora.

ana disse...

manda-me um mail, pois preciso de te falar contigo sobre sabonetes :))...

Pearl Fosky disse...

A tua questao e muito pertinente!

Como e que de preteritos perfeitos se desemboca em sabonetes?

Ana Cláudia Vicente disse...

Aninha, é para já!

Pearlie, os bons sabonetes portugueses fazem-se do Mondego para cima; kisses 'n hugs :)

Ana Cláudia Vicente disse...

Ó Ana, não é para já não, que não encontro o teu e-mail, manda-mo para o do Quatro Caminhos, mandas?

Ana Cláudia Vicente disse...

[no novo blogger não se vêem, o do QC é anaclaudiavicente@sapo.pt]

Fedra disse...

....ah!ah!ah! e que dia é aquele que vem logo a seguir ao doze????- o TREUZE!!!!e sabonetes á parte o melhor fabricante nacional é do MONDEGO para cima.!!!!(ver lista oficial do IAPMEI) e o baixo nº de vendas de perfumes a norte do País!!

Ana Cláudia Vicente disse...

Fedra, aqui gosta-se bem de Ribamondego; quanto a fabricantes de sabonetes, aceitam-se todas as sugestões possíveis e imagináveis.