a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

85 mm

Uma pessoa começa por se distrair, e quando dá por isso vai pelo mesmo caminho. A culpa é da publicidade subliminar, claro. Comprei o meu primeiro par de sapatos de salto alto. Ai, as insidiosas malhas da bloga.

14 comentários:

Capa Rota disse...

Não macradito!

Terás, agora, uma visão mais elevada do mundo?

MissPearls disse...

Não acredito! E as lindas sabrinas que trazias a semana passada?

Ana Cláudia Vicente disse...

Capinha, MissP, continuarei por regra térrea, só muito excepcionalmente aérea :)

Pearl Fosky disse...

85mm????
Arre, isso e coragem!
Agora e que o "baixinho" esta lixado! Ja nao pode %$^& d'alto.

Formiguinha disse...

Vai ser a loucura!

(ps - vai haver algum jantarito de Natal?)

Ana Cláudia Vicente disse...

pearlie, little hitler não se intimida facilmente :)

Ana Cláudia Vicente disse...

formiga, vou e-mailar :)

cp disse...

Sapatos de Salto alto?? 85mm?? cumpriste a promessa... nem acredito... Traíste as sabrinas ou só usas de vez em quando?!

Ana Cláudia Vicente disse...

cpzinha,
imagina-me à chuva, de computador às costas, a subir uma colina de Lisboa: só de pés bem assentes no chão, minhas ricas sabrinas, sneakers, botas rasas, mocassins e sapatos da anita! Quanto aos altos, ainda não saí à rua com eles. Tenho de treinar em casa :)))

ana disse...

quando saíres à rua vê lá não tropeçes nas pedras da calçada...e as sabrinas que tanto se fala são que eu também tanto gosto?

Ana Cláudia Vicente disse...

Ana, quanto a tropeçar, é garantido, se eu até tropeço sem salto altos; quanto a estas faladas sabrinas, são umas com um ar muito franciú, beringela (encontradas na Zara Kids, queres crer?):)

magarça disse...

Eu, que sempre fui amiga dos sapatos rasos, este ano também arrisquei a vida ao subir para um par de saltos. O meu conselho: nos primeiros tempos, anda com um par sobresselente ;)

Ana Cláudia Vicente disse...

Anotado, anotado :)

Anónimo disse...

Ai, as bocas que vai ouvir quando passar ao pé das obras! Nem queira saber!