a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

domingo, 6 de agosto de 2006

Coisas Que Só a Mim Apoquentam XXXII

Bolas, canholas, cacetes, croissants, vianas, brioches. Que é do papo-seco?

6 comentários:

ana disse...

e padas, sabes o que é?

Ana Cláudia Vicente disse...

Não, Ana, o que é?

Luís Aguiar Santos disse...

O bom do papo-seco ainda bate todos os outros aos pontos...

Ana Cláudia Vicente disse...

Também gostas de papos-secos/carcaças/bijous, Luís? Não sei se é caso de nostalgia, mas cada vez mais os aprecio e menos dou com eles nos supermercados e padarias: às vezes não me apetece comer pão-tipo-pão(de quilo, de mafra, alentejano,etc), e as bolas parecem-me sempre demasiado massudas e pesadonas. Os especialistas bradam contra o papo-seco (apesar de, ouvi dizer, ser rico em vitamina B), dizem que é paupérrimo em nutrientes, que a farinha é muito refinada...mas às vezes é mesmo o que apetece, um bocado de pão que não empanturre e saiba a pão, não é?

ana disse...

padas é um pão característico da zona de Aveiro (e penso que de toda a beira litoral). No Verão quando era menina e moça (e atrevida) ia com o grupo de amigos às 6 da manhã à padaria de Ovar comprar padas quentes. Barradas com manteiga...ai...lá se vai a dieta... :)

Ana Cláudia Vicente disse...

Não sabia, Ana, quando for para aquelas bandas fincar-lhe-ei o dente :)

A despropósito, espero ter hoje encontrado um substituto aceitável para o meu sebastiânico sabonete de limão: desta vez escolhi um sabonete artesanal de mel (comprei também um outro de propólis, derivado de mel que desconhecia, mas esse ainda não "testei"), de um produtor da Gardunha. Só o experimentei duas vezes, mas parece bastante hidratante e, para já, exibe uma característica cómica: quando se cheira o pequeno polígono, um pouco tosco, a seco, ele é quase desagradável, como se fosse "remédio" ; porém, quando em contacto com água, o odor a mel é activado e é agradavelmente intenso.

Um beijinho, outro para o Bruno :)