a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

terça-feira, 11 de julho de 2006

Six Feet Under - Final Note


A história de todas as mortes termina com o nascimento de Willa. Com a celebração de uma família maior, de mais que sangue, agora. O mote da série desagua em Claire, na viagem de Claire, aquela por quem toda a gente está à espera. A mais nova será a mais provecta, diz o obituário. E o filme do futuro passa frente aos nossos olhos, tão depressa. Reencontros, partidas, filhos, netos. É não perder tempo, disseram Nathaniel, pai e filho, é viver. Só isto. Aqui, agora.
Muito obrigada, Charlotte, Luís, Luís e BilidaQuid, pela companhia e pela conversa. Foi sempre um prazer.

Adenda: Sobre este episódio, mais, melhor e para todos os gostos, aqui, aqui, aqui [parece-me que sim, vamos à opera soprana] e aqui. Dedicada a todos os outros fãs, aqui fica uma versão (tocada ao vivo na KCRW) daquela música que vocês sabem.
Sia, "Breathe Me" [Colour The Small One, 2004]

5 comentários:

Roberta disse...

Estive aqui! Deixo-te laivos de chocolat charleston...Quem sou?

Ana Cláudia Vicente disse...

És a rapariga que só não deixou isto tudo cheio de pingos de morango porque não calhou, quem é que havias de ser? :)

intruso disse...

...não gostei dos obituários dos personagens no site (do facto de existirem, de se querer contar e resumir tudo, a vida e a a morte dos personagens)
...mas adorei o ultimo episodio:
incluindo aquela especie de bonus... todas as mortes, que não vi como uma espécie de explicação/espreitadela ao futuro, mas sim como uma constatação_ todos acabamos mortos!
a ironia e o quase ridiculo da situação tornou-se comovente (todos a cairem para o lado... velhos e caquéticos... surreal_ entre o trágico e o patético, o triste e o cómico... arrepiante, genial)
gostei do final... (apesar de tudo em aberto... como terá sido a vida de Claire? e a de david e keith naquela casa? e a de Ruth, eternamente só?)

Ana Cláudia Vicente disse...

Intruso,
acho que os obituários não pretendem resumir tudo, o que se confirma na tal sequência de imagens da viagem ao futuro (de que também eu gostei muito): o colérico Durrell a continuar o negócio da família Fisher, a Brenda feliz, encontrando um amor que não nos foi apresentado, a Claire casando e tendo filhos do Ted passados mais de vinte anos, a família Diaz ainda muito próxima, sempre presente nos momentos importantes.

Obrigada pela visita, e parabéns atrasados :)

intruso disse...

;)