a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Lisboa, Praça da Figueira

Vinha a pensar no cartaz do Look Obama, barbeiro neo-castiço da Almirante Reis, quando um dos malucos mais jovens da praça, barba cerrada em metro e noventa, se debruçou e me soprou ao ouvido: 

- Vá, diz lá, qual é a diferença entre justiça e vingança?


Só assim. Depois deu costas e deixou-me ir.

4 comentários:

Emanuel disse...

ahah, e assim mesmo, por tu? :)

Cláudia [ACV] disse...

Assim mesmo, Emanuel, até se me gelou o sangue (uma cena à David Lynch), ia absorta e comecei por pensar que tinha algum amigo atrás de mim a fazer uma graça. Não soltei um som nem uma palavra.

Emanuel disse...

A mim nada de semelhante aconteceu. À Lynch mesmo, eheheh, lindo :)

Cláudia [ACV] disse...

[repostagem feita após o "apagão" do blogger; alguns comentários perderam-se]