a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

segunda-feira, 14 de julho de 2008

quando a televisão vazia nos acerta em cheio

Pior que zapear e dar com um caso da vida bizarro de tão semelhante a um acontecimento que nos foi próximo? Não conseguir não ver aquilo até ao final, previsivelmente feliz. Que na realidade não o foi.

2 comentários:

Francis C. Afonso disse...

Por Toutatis! O que tu andas a ver!

Ana Cláudia Vicente disse...

Elles sont foues, ces blogueuses :)