a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

terça-feira, 24 de junho de 2008

Lisboa, Praça do Chile

Facto é que os amigos demoram. Vim por aí acima a pensar que depois da empatia tem de haver muito mais, e tempo há menos - o mesmo que nos vai tirando os que conseguimos fazer. Lá está: há que teimar.

3 comentários:

esquilo disse...

"(...)o tempo que dedicaste à tua rosa é que fez dela especial...diferente das outras..."

é mais ou menos isto no Principezinho...mas escasseia realmente. logo, a teimosia passou realmente a ser uma virtude!

:))

Ana Cláudia Vicente disse...

:)

magarça disse...

Não desistir, sem dúvida. E combinar encontros com mais de dois de cada vez, é tarefa cada vez mais impossível..