a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Nestes dias de cansaço apetece-me abordar o meu semelhante, desabafar, dizer coisas importantes, como:

Po-po-po-po-po-po-po-po-po-o-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-
po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po-po, Po-po-ta.

7 comentários:

Pedro disse...

:)

(um dos meus colegas informa-me que o "hino natalício" deste ano é, nada mais nada menos, uma cópia descarada de "the sweet scape", da Gwen Steffani)

carneiro disse...

é como as sílabas do Indiana Jones:
a palavra natal tem 58.

Anónimo disse...

Isso é a banda de uma nota só?

haydée disse...

pois eu gosto da charmosa da popota, qual miss piggy ao lado da lady emproada da Leopoldina...
:)

Anónimo disse...

Acabei de deslargar o meu stress! Sem peso, as minhas palavras voam.(Deslarguem-me, deslarguem-me!) As tuas, de popó, são mais finas!

Ca-pa-pa-pa-pa-pa-pa...

Ana Cláudia Vicente disse...

Pedro, ainda por cima da Gwen, blhac!

Carneiro, referias-te ao ta-ta-ra-rã, ta-ta-rá, ta-ta-ra-rã, ta-ta-ra-ra-rá, ta-ta-ra-rã, ta-ta-rá, ta-ra-ra-ra-ra, ta-ra-ra-ra-ra,ta-ra-rá, ufa... :)

Anónimo, é uma onomatopeia pronta a desconcertar qualquer um, especialmente se a libertarmos em ambientes formais, assim sem aparente razão;

Haydée, já não as posso ver nem pintadas de amarelo e corde rosa!

Capinha amiga do meu coração,
fizestezesz um presépio em quê, lá com a meninada? Fimo? Barro? Batatas Fritas? :)

Já agora, nenhum de de vocês viu passar o meu cabeçalho, não? sniff.

Anónimo disse...

Cocó!
Grande baldona!

Feliz Natal, amiga linda do meu coração!

Capa-edição-natal