a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Sou Uma

entre dúzias que se refugiam no trabalho braçal quando insatisfeitas com o do espírito. Tudo o que permita ver o quer que seja materialmente acabado, serve.

4 comentários:

sn disse...

Ámen.

capa rota disse...

-Olá! Digo-te quase ao ouvido, na mesma embalagem...

Anónimo disse...

como diria uma pessoa que bem conheces: "portuguesinha!!!"

Ana Cláudia Vicente disse...

Anónimo/a: prémio para comentário muito-muito intrigante.