a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

segunda-feira, 16 de abril de 2007

Passei na sala de estar e lembrei-me por que(m) vi telenovelas da Globo

Em duas palavrinhas: Fábio Assunção.

7 comentários:

Francis C. Afonso disse...

Eu pensei o mesmo, mas foi ao ver a Suzana Vieira. Quando o Fabinho chegar à idade dela quero ver como é que ele esta´.

gokka disse...

Ai, que a nossa AC vai ser cliente habitual do «Paraíso Tropical»...

Patanisca disse...

Que coisinha-mai-boa!!!

pearl fosky disse...

Ainda no outro dia estava a tentar explicar a esta malta o "toque" que algumas novelas da Globo tem. Mas e daquelas coisas que nao da para explicar. E uma coisa da geracao "Gabriela".

Ana Cláudia Vicente disse...

Frank, la Vieira já está silico-turbinada demais. E o Fabinho, aposto uma sandes de coirato, vai estar melhor que ela na idade dos entas;

Gokka (calão escandinavo, sim senhor...), habitual não sei, mas que faz bem à minha regeneração ocular, sem dúvida;

Patanisca, mandaste-me um sms ontem?

Pearl, o factor globeleza é incomparável ao critério estético "The Bold and the Beautiful" (aquela homenzarrada com pescoço taurino de futebol americano; o mulherio muito maquilhadão); mas é como a escolha de cores para a vestimenta - uma coisa difícil de aprender e desaprender:)

Patanisca disse...

Pois claro que mandei, olhei para o ecran e pensei em ti!

Ana Cláudia Vicente disse...

Eh, eh...