a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

sexta-feira, 9 de junho de 2006

Faltam Quarenta Dias Para O Concerto Dos Pixies

, ainda.
Não sou fã desde 1986. Nessa altura andava pelo recreio da primária preocupada com o futuro dos Wham!, enquanto uma das minhas primas mais velhas fazia a caridade de mos gravar numas cassetes BASF cor-de-laranja. Lá pelo sétimo ou oitavo ano dei-me conta da existência de uma banda cujo guitarrista-cantor tinha um penteado à Coronel Kurtz, mas mais nada. Genuína curiosidade só no décimo, depois de o meu amigo Bruno demorar uma semana a recuperar do choque causado pela morte do quarteto mais importante do seu mundo, regressando ainda de luto. A poucos meses de ver o quarteto mais importante do meu, entendi que se aquele magricela de olhos azuis-escuros e cabelo da cor da t-shirt do macaco com halo sofria assim, era porque era capaz de valer a pena ouvir. E foi.

2 comentários:

Soraia disse...

Pixies... Boas memórias! Esses senhores fazem parte do cenário musical que me faz recordar as noites ubianas e o fantástico ambiente que se vivia por terras de Covilhã na Universidade.
Parabéns pelo blog.

Ana Cláudia Vicente disse...

Obrigada, Soraia :)