a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

sábado, 3 de junho de 2006

E Agora Para Algo Completamente Ridículo

Uma rapariga que eu cá sei fez uma lesão na coluna durante um acesso de tosse. Não podia ter feito a coisa de forma digna, numa queda no gymnasylum durante a aula de boddy attack, por exemplo. Não. Uma rapariga que eu cá sei tem agora pela frente quatro caixas de comprimidos e um mês de tropeguidão. Por carregar no gelo da limonada. Tão típico de uma rapariga que eu cá sei.

7 comentários:

Carrie disse...

As melhoras...

zero disse...

diabo! limonada?! ainda se fosse um gin fizz!!!

Ana Cláudia Vicente disse...

Carrie,
obrigada!

Zero,
o consumo de litradas de limonada (com esse delicioso assassino de gargantas, o gelo aos cubos) é mais compativel com o horário trabalho que o gin fizz :)
Se bem que nada contra um gin fizz, now and then.

mostrengo Adamastor disse...

eu gosto de chupar cubos de gelo, mas fico solidário, poque chego a tropeçar em raios de sol... As melhoras!

Ana Cláudia Vicente disse...

Obrigada, Adamastor,
isto vai muito melhor. Nada que um relaxante muscular + analgésico não ajudem a resolver; quanto a raios de sol e outras ilusões de óptica, previsivelmente, também sou especialista rematada :)

garfanho disse...

quando um post nos faz sorrir, devemos dizê-lo?

Ana Cláudia Vicente disse...

Então não? Eu acho que sim.