a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

sexta-feira, 30 de junho de 2006

Do Caminho

Demorei anos a perceber de cartas. Mapas, quero dizer. Reconhecer signos e calcular escalas não me foi difícil, utilizar a bússola também não. Mas fazer corresponder um desenho à tridimensionalidade do mundo físico, à sua imparável mutação, foi. Ainda o é, em muitos dias.

2 comentários:

Pedro Correia disse...

Só para dizer que gosto muito deste blogue. Volto sempre.

Ana Cláudia Vicente disse...

Pedro,
mais uma vez, obrigada.