a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

quinta-feira, 23 de março de 2006

Instinto Maternal

Não é por ele ser pequenino e bonito, é por ser o mais forte suspeito de choro e desconsolo, as we speak. Apetece-me fazer uma tarte de maçã com recheio de creme de pasteleiro e cobertura de compota com gengibre para ir levar ao João Moutinho. Pronto, já disse.

5 comentários:

ana disse...

tadinho do moutinho. tb me inspira essas coisas de coração apertadinho por ele

MissPearls disse...

Eu lhe dizia a ele a tarte de maçã!! E os golos, hemmmm??
E o meu pic nic no Jamor? Eu não lhe passo a mão pelo pêlo. Tem é que ganhar e mai nada!!!!!

Afonso Bivar disse...

Escreveste "tarde" e não "tarte". Seria a pensar na "tarde" do Jamor? Lapso catártico, lapso catártico. Ou não?

Ana Cláudia Vicente disse...

Lapso catártico t-o-t-a-l, Afonso, vou corrigir. Mas agora que o apontas...altamente aproveitável para próximos posts.

Partilhamos os direitos autorais, sim?

Afonso Bivar disse...

São todos teus e só teus, Cláudia. Um lapso é um lapso é um lapso. Se a "descoberta" te inspira para (mais), tanto melhor.