a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

segunda-feira, 20 de junho de 2005

Calor

Todas as dobras do corpo o acusam. Na pele, o mundo provoca um baixo-relevo instantâneo.

4 comentários:

Afonso Bivar disse...

Nos sequinhos de carnes, as dobras tomam-se de viço. Ângulos rectos, parecem. Mas é preciso estar com os copos para que daí e dos concomitantes relevos resulte alguma coisa.

Ana Cláudia Vicente disse...

[Nota: Questão de resposta múltipla]
Hipótese A: Desliga a ventoinha ou o ar condicionado; senta-te num tapete, encosta-te a uma mesa, estende-te num colchão. Espera vinte segundos. Vê aparecer na tua pele o negativo de uns arabescos, de uma esquina, de uns losangos.

Afonso Bivar disse...

Hipótese B?

Ana Cláudia Vicente disse...

Hipótese B: Sai à rua ao meio-dia. Não sigas pela sombra, acelera o passo. Manda o teu corpo parar. Sente o desfasamento entre a ordem e a acção.