a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

sexta-feira, 22 de abril de 2005

Faltou-me A Luz

Diz que antigamente era assim, que se escrevia à luz das velas como as que tenho agora de usar. Venha a luz da corrente, que sem corrente que nos liberte não há blogger que nos valha, não há blog, não há post, não há dia que nos valha. Venha amanhã, que já é hoje, que ontem não valeu.

2 comentários:

Pdivulg disse...

Vim aqui parar pelo link da formiguinha e estive a ler a investigação sobre a roupa interior feminina. Bem interessante.
Gostei de por aqui passar!

Ana Cláudia Vicente disse...

E não é que há novos episódios no forno, com os ilustrativos subtítulos de "cueca de homem", "peúga", "ceroula" e "camisola interior"? Só não sei quando irão para o ar.