a vida depois da vida / eco em museu / canção-vitória / letra empoada / melhor que nada / é memória

domingo, 25 de outubro de 2020

Hibiscus sabdariffa


[Jean Théodore Descourtilz (1796-1855), Histoire naturelle des plantes usuelles des colonies françaises, anglaises, espagnoles, et portugaises, 1833.]


Hibisco, dente-de-leão, uma pequena casca de limão no final da fervura. O sabor é acidulado, forte. O limão ameniza o travo aos botões da flor encarnada. A cor da infusão leva-a ao pátio calçado a pedaços de mármore, à sombra de uma das três laranjeiras que acompanhavam o muro da casa no gaveto da aldeia. Ali-além era o sítio de brincar com as colheres, as chávenas, os pratos. Lembra-os com exactidão, tão vivos no seu rosa e verde e azul que a impressão da cor oferece sabor também. A tosse cede - acaba sempre por ceder. O mal-estar demorar-se-á um pouco mais, o costume. Um outro trago já só morno conforta-a, mesmo sem lhe dar prazer. Prazer. Assim que o evoca, estranha. Mede a distância dele a si, agora. E estremece.

1 comentário:

MolaTravel disse...

AmanteSecreto.com Namoro secreto, Amante para sexo, Secret Lover, Dating Secret, Chat Mujeres, Online meeting, Girls Webcam, Sexo amigos, conversa por webcam, amante para sexo, Chat Girls, Best Dating, Webcam Love, amante brasil, Amante Portugal, Amante Español